quarta-feira, 11 de março de 2015

SOBRE DILMA, FHC, BRASIL E VARANDA GOURMET.

O PT é um partido corrupto? É. E isso quer dizer que todo mundo do PT é corrupto? Não. O PSDB é um partido idôneo? Não. Quer dizer que lá tem corrupto também? Sim. Isso permite ao PT ser corrupto? Não, obviamente. A imprensa em geral tem mais boa vontade com governos do PSDB? Aparentemente, sim. Isso quer dizer que tem um complô de toda a mídia contra o PT? Não. Mas existem interesses da mídia? Sim. Tem coisas que foram feitas no Governo FHC que foram ruins? Sim. E essas coisas prejudicam nossas vidas até hoje? Sim. Isso permite ao PT jogar toda a culpa dos seus desmandos no governo anterior? Claro que não. Mas isso quer dizer que os Governos do PT (incluindo Lula) só fizeram coisas ruins? Não. Ajudaram a uma parcela significativa da sociedade sair da miséria? Sim.Isso quer dizer que ajudaram a melhorar o país? Neste aspecto, sim. Isso quer dizer que as coisas estão boas no Brasil? Não. O país está enfrentando uma grave crise ética, moral e econômica? Está. Existia crise moral é ética no Governo FHC? Sim. Qual a responsabilidade do PT sobre crise atual? Total. Da Dilma? Total. Do Congresso, do Senado? Total, também. Quer dizer que todos os políticos e partidos tem uma parcela de culpa sobre a situação em que nos encontramos? Sim. Mas a responsabilidade do PT, que comanda o país há mais de uma década, é muito maior do que de todos os outros partidos? Sim. Isso, por si só, legitima um impeachment? Óbvio que não. Mas permite que uma parcela significativa da sociedade esteja muito insatisfeita? Claro. E essas pessoas que estão insatisfeitas podem protestar? Sim. Mesmo as que tem varanda gourmet? Sim. Elas deviam ter protestado também nos anos 70, 80, 90 e 2000 quando a Petrobrás já cobrava propina para todo tipo de contrato? Sim. Elas deviam ter protestado quando a inflação disparou, a miséria aumentou e o desemprego bateu recordes no governo FHC. Sim. Eles protestaram? Não. Mas podem protestar hoje? Sim. E isso, por isso só, caracteriza uma luta de classes? Não. Significa que classes menos favorecidas da sociedade estão felizes com o atual governo? Também não. Significa que seu voto é mais importante que o dos nordestinos. De jeito nenhum. Você precisa concordar com todos estes argumentos? Não. Isso quer dizer que nós nos odiamos? Não. Talvez estejamos buscando caminhos diferentes para tentar ajudar a solucionar os problemas do nosso tão querido país. Apenas isso.

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Viva as prostitutas! Abaixo as pseudo celebridades!

Dizem que é um texto do Mario Prata. Eu recebi, curti e estou repassando. La vai:

"Viva as prostitutas! Abaixo as pseudo celebridades!"

Eu respeito as prostitutas.
Sério mesmo. Ser prostituta é uma profissão como qualquer uma outra.
Vou além, ser prostituta ainda goza (ops!) do privilégio de ser a mais antiga das profissões.
Agora, quer saber o que eu não respeito de jeito nenhum? Quem quer ganhar a maior bufunfa mostrando a buzanfa e não admite ser chamada de prostituta.
E não me venha com esse papo de que quem posa para revista de mulher pelada faz “nu artístico”, que não é vulgar, que é muito bonito.
Me poupem, vai!
Óbvio que eu me amarro nas fotos dessas revistas! Mas me amarro porque adoro putaria. Por outro lado, odeio hipocrisia.
A menina mostra a bunda num programa de humor e fala
que é ajudante da palco?!
A menina mostra a bunda num show e fala que é dançarina?!
A menina mostra a bunda no salão do automóvel e fala que é promoter?!
A menina entra no reality show para exibir a bunda e fala que é celebridade?!
Parem de hipocrisia e assumam: vocês ganham dinheiro com o corpo e, por isso mesmo, não deveriam ter nenhuma vergonha de colocar na carteira de trabalho sua verdadeira profissão. Até porque...
...ser prostituta é mais digno que ser “Miss bumbum”.
...ser prostituta é mais honesto que ser “Musa do time de futebol”.
...ser prostituta é mais verdadeiro que ser “Mulher fruta”.
E digo mais, já vi prostitutas inteligentes (haja visto nossa querida surfistinha que fez um blog de sucesso, escreveu livro e foi parar no cinema. Marketing de primeira.), agora “pseudo celebridade de reality show” inteligente, isso eu nunca vi, não senhor.
Um viva às prostitutas assumidas!

Mario Prata

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

5 IDEIAS (que na verdade são 6) para um 2012 mais CIVILIZADO.

• Não jogue bituca de cigarro na rua. Sempre tem um lixinho por perto e, se não tiver, engula a bituca. Mais mal do que fumar não deve fazer.


• Fale baixo no celular. E acredite, aquele barulhinho do Nextel é chato pra caralho!


• Pare sempre antes da faixa e deixe o pedestre passar.


• Se o seu cachorro mijar na rua, jogue uma aguinha com sabão. Não custa nada andar com um squeeze nessas ocasiões.


• Se estiver num boteco ou restaurante com os amigos, desligue o celular. Se a sua mãe estiver na UTI, tudo bem, pode deixar ligado. Mas pera aí, sua mãe está na UTI e você num boteco?!! Você não vale nada mesmo.



• Nunca use a buzina do seu carro. Você vai ver, não faz a menor falta. Ok, se alguém passar distraído na frente do seu carro falando no celular, dê uma buzinadinha....se for Nextel, passe por cima.

quarta-feira, 13 de agosto de 2008

PAUSE

Pessoal,

To indo para um emprego novo. Coisa muito legal.
Mas ja sabe, emprego novo significa trabalho em dobro.
Sendo assim, vou dar uma sumidinha.
As atualizações vão ficar mais raras.
E vou poder visitar menos meus amigos blogueiros.


Em todo caso, não me abandonem.
De vez em quando vou postar, ok?

Alem disso voces podem me encontrar por aqui:

email: henriquesmh@gmail.com
msn: henriquesmh@hotmail.com
orkut: http://www.orkut.com.br/Profile.aspx?uid=15080158675100529274

beijos e abraços

sexta-feira, 8 de agosto de 2008

AR CONDICIONADO

Eu estava com um problema sério de gazes.
E não estava conseguindo me controlar.
A cada 5 minutos….soltava um punzinho.
O problema é que eu estava na minha mesa de trabalho.
Aliás o problema não era meu, era do senhorzinho que trabalhava ao meu lado.
Eu soltava um punzinho com todo cuidado do mundo, de maneira discreta e rezando pra não pintar nenhum cheirinho.
Mas depois de 40 minutos o efeito acumulou.
Incomodado, o senhorzinho se virou pra mim e disse:

- Jesus Cristo, mas tá um cheiro disgramado aqui nesse lugar. Sei não, mas eu tô achando que esse ar condicionado tá liberando um ar podre.

Roxo, eu nem pestanejei e fui logo concordando.

- Mas com toda certeza! É um absurdo!! Eu nunca vi ninguém limpando isso aí. Esse ar condicionado deve estar uma fossa. E quer saber…agora que você falou eu também tô sentindo.

Sai para almoçar completamente sem graça e suando em bicas (não sem antes soltar mais um punzinho.…azar do ar condicionado).
Uma hora depois, quando voltei, dei de cara com algo que não pude acreditar.
Uma equipe de homens da manutenção, estava limpando o ar condicionado.
Então, o senhorzinho, todo orgulhoso e faceiro virou pra mim e disse.

- Agora sim tamo livre daquele fedô dos diabos.

Maldição. Eu sabia que não devia ter comido feijoada. Eu sabia.